segunda-feira, 29 de agosto de 2016

um murmúrio fresco


Resultado de imagem para mar tumblr






o mundo é cheio de amor não dito. não significa que seja sentido menos profundamente ou que a separação seja uma ferida limpa.   sua beleza e sua dor estão no silêncio.   porém o mar perto pulsava no coração de cada um  como sangue, sustentando seus desejos e levando o que jogam fora ou perdiam.  para alguns marcavam o início de uma nova jornada .   para outros era um canal de retorno,  trazendo de volta os ausentes e os amados, os esquecidos e os esperados.   também era uma rota de escape e às vezes o caminho de casa....







sexta-feira, 26 de agosto de 2016

os olhos ou o sol por nascer...








aquece-me o corpo frágil o intrigante fato de estar sob  tua mira, tão assim submissa as quimeras e cenários da sua imaginação profana .  não quero asas, nem estrelas, nem flores sem chão  - mas o desejo de ser a noite que me guias e baixinho ao bafo da tua respiração te contar todas as minhas covardias.   nessas noites somos duas pessoas que em um segredo de palavras se despem.   duas pessoas que, ao longe, partilham um instante.   somos duas pessoas.   tudo em nós é igual.   vivemos tudo num instante, a solidão, os dessabores ,as vitórias de quem amamos, o silêncio do inverno, a ternura súbita.     o ar onde a respiração é doce, um pássaro no bosque com a forma de um grito de alegria....




segunda-feira, 22 de agosto de 2016

tudo se desdobra, tudo ramifica







nas voltas da vida ligeira e bela que se desfaz e refaz em fuligens, abrimos caminhos e curvas, vibramos e ressoamos com dores e alegrias, pintamos almas e notas com sonhos ou sinfonias.   você veio para ficar, disso não tenho dúvidas.   os meus diferentes estados de espírito, a volatilidade dos meus pensamentos e a reciprocidade dos teus, tem provado que não há razão para temer o caminho afinal, já dizia meu pai que "só fogem as coisas atrás das quais não se pode correr", e atrás de ti não há célula do meu corpo nem grama da minha alma que não galope (rs).   tudo o que possa soar clichê me agrada e me faz sorrir.    sussurrar ao teu ouvido qualquer coisa que extrapole a simplicidade de um "grata por me entender" é comprido demais para percorrer a distância que nos separa quando contigo (con)verso.    sentimos, inventamos sentidos entre sonoridade e silêncio a cada volta ou encontro tendo o coração como eixo.....



quinta-feira, 18 de agosto de 2016

e quando chega ao lugar em que a mão se abre....



insisto na permanência constante, absoluta, total. 

existo, caminhando, na instável intensidade da 
emoção pura.
 numa realidade de arestas muito agrestes que vejo como um permanente desafio. 

sei que não posso cair mais baixo que o teu coração. nada a recear.






segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Não há maneira de parar o coração




Hoje, algumas expressões atravessaram-se
 no meu caminho: 

Silêncio invisível; prologamento de mim; reconhecimento; força do destino; círculos perfeitos.

Quando é que o amor começou?
- Começou antes de ter começado.


 Uma citação: "Quero falar-te da seiva profunda
e a casca, a folha e a raiz" 

 Provavelmente nada disto faz muito sentido. 

Mas achei que este seria o espaço certo para ordenar os pensamentos... 

 Nem tudo tem que fazer muito sentido.
Mas vale a pena viver.










sábado, 13 de agosto de 2016

deixa-me ser parte daquilo que te nutre





(..) vejo você ali naquela névoa baixinha que enfeita os sonhos que abrem alas ostentando a madrugada. te ofereço o silêncio manso dos poetas e as manhãs preguiçosas de domingo para, juntos, inventar ternuras alegremente.   pra você abro caminhos e meu coração à espera de sua cotidiana conquista.   com você, troco livros, abraços e letras de música.    troco minha solidão com sua presença e algumas flores.   te dou meus carinhos meio embolorados de tanto esperar sua chegada.   de você quero seus olhos clareando-me e suas mãos em desenhos longos e audaciosos.   quero sua voz e alguma palavra de amor para animar meu dia feito um rio que se desloca imóvel do que traz ou trouxe... 





quarta-feira, 10 de agosto de 2016

nos dias que correm








por trás do que acontecia,
 eu redescobria magias sem susto algum.
 via a vida como um barco à deriva.
 via esse barco tentar regressar ao porto...





terça-feira, 9 de agosto de 2016

por uma nova ilusão entontecida...






imagino com toda a clareza a metamorfose que se desenrola em ti enquanto te desamarras e rompes a manhã. você já reparou como as cores estão mudando? o amanhecer desafia, desatina. acorda as tuas mãos e lava os olhos meu bem, desperta o sonho. é hora de fazer realidade. espanta as certezas, sacode as madeixas, mexe.  gosto de te olhar em movimento. o café empurra o cansaço , então aproveita o tempo extra e me leva daqui. vem me buscar agora, carrego o esgotamento vago dos que não desistem, mas o tempo passa amor. as cortinas se fecham, envolvendo o pra sempre e, de repente, o nunca acontece...






sábado, 6 de agosto de 2016

em queda livre





um

d
e
g
r
a
u    acima:



o silêncio. é quase inalcançável.


a própria
trama
da vida lhe escapava
diaria(mente)




o fim é tão imprevisível....




você é algo assim:
fogo que hora acende
hora apaga hora queima
é amar segunda
desejar de terça a quinta e
terminar na "sesta".
camaleão ....
és o plural do próprio singular




sexta-feira, 5 de agosto de 2016

no interior do silêncio mais silêncio




só escuta quem enxerga com os olhos do coração
 e só vê, quem escuta com a alma

contraposições balanceadas.
simples, por si só.