sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Habitar-se. Ajeitar-se.






a pessoa persistente de outros outonos ainda resiste.   aquela que sagrou-se leal à si mesma às últimas consequências e por isso vem pagando altos preços.   existem resquícios reincidentes na mesma velha alma que agarrou-se ao inexistente, à ilusão da afirmação de si mesma e à mera satisfação das suas necessidades não-admitidas.   há também a outra. a pessoa marginalizada, menor, que resiste calada no anseio pelo final de um círculo vicioso.   há aquela que trabalha incansavelmente pela integridade do seu âmago e pela preservação de suas ingenuidades chamuscadas. esta, contudo, perde-se tão facilmente nesta superfície da mortalidade e permanece insuficiente na urgência de fazer a diferença...






.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

para inventar limiares





nos intervalos 
afinação 
flores 
fissuras 
pausas 
aberturas. 
nos céus e nas marés
 riscos rastros desejos. 
pelos limites do mundo
 nuances sonhos 
travestidos de asas 
que nos levam além.