terça-feira, 22 de janeiro de 2013

com as coisas que o vento traz




eu fiquei fria
eu segurei no meio da garganta
eu espero ser bem feliz
eu espero entender o por que de tanto tempo só
eu pretendo ler o livro que me deixaram na mesa
eu te amo
isso acontece
eu sabia que ia acontecer
não compartalhamos da mesma fome
mas da mesma doçura
achei belo
e foi
não tem como se enganar
foi muita doçura e riso compartilhado
eu não consigo chorar
sinto uma distância
se fica com o belo
se segue
com certo
estufamento no peito
meio as cegas
meio mágoa
meio entendimento
meio tentando achar paz
meio doendo pelo te amo
o fora estúpido
a foto no jornal
ficarei com os chocolates
o presente no fundo do armário
tentando preencher
ser sincera
com meu peito
com os pés
com as coisas que o vento traz
tentando entender
a escova de dente na minha pia
pedindo que não te encontre por muito tempo

Se faltar carinho, ninho
Se tiver insônia, sonha
Se faltar a paz
Se faltar a paz, Minas Gerais
Se encontrar algum destino
Para solidão tamanha
Se faltar a paz
Se faltar a paz, Minas Gerais
Se faltar carinho, ninho
Se tiver vontade, chama
Se faltar a paz
Se faltar a paz, Minas Gerais
Se você ficar sozinho
Pega a solidão e dança
Se faltar a paz
Se faltar a paz, Minas Gerais
Desaparecer no vento
E acordar num outro instante
Nó na imensidão do tempo
Dor do sentimento faz
Mas, se faltar a paz
Se faltar a paz
Se faltar a paz, Minas Gerais


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=TFom-ozMsT0#!


(eu poderia dançar a dor hoje)

Um comentário:

✿ chica disse...

LINDO!!! beijos praianos,chica