domingo, 21 de julho de 2013

Nesse eterno faz de conta...

tumblr_m0vlp6zl1f1r5av17o1_5001



na noite avançada
damas da noite explodem
feito granadas
perfume de mulher
pétala selvagem
brincadeira dos deuses
criando a flor
a sua imagem






[ ins[pira]díssimo  O Livro dos Abraços, Eduardo Galeano]



15 comentários:

Maria disse...

Gostei muito...!!!
Bom dia!
Bjs
Maria

Cidália Ferreira disse...

Bom dia
Gostei,da música...Tem um muito feliz

beijo
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

✿ chica disse...

Muito lindo e inspirado! Bjs praianos,chica

Ricardo- águialivre disse...

Bom dia

Passo para desejar um Domingo muito feliz cheio de harmonia, Paz e amor

Tudo de bom em sua vida
************************
Querendo, visitem-me

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

♥Fabi♥ disse...

Lindo!É bom demais vir aqui, muita inspiração pros nossos dias... obrigada.

Bom domingo!
bjs

R. Vieira disse...

Que maravilha!
Um poema encantador!

Lindo mesmo!
Mil beijos!

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Amor floresce na paixão
Explosão que resvala sentimento intenso.
Pétala de mulher que se vocifera pelos cantos..
Flor florida.

Linda poesia!

Nádia Santos disse...

As damas da noite sempre serão frutos de inspirações e devaneios. Bjus amiga Margoh.

Dilmar Gomes disse...

Lindo, lindo. Um abração. Tenhas uma linda semana.

Pedro Coimbra disse...

O jogo da sedução?
Boa semana!!

Rovênia disse...

Essas lindas e poderosas mulheres ... traduzidas pelas palavras certas.

Gostei do sapato e da dica de leitura! :) Boa semana!

Mateus Medina disse...

Inspiradíssimo. Feminino, explosivo, cheiroso...

bjos

Cristiano disse...

Damas da noite explodem... eita!

José Carlos Sant Anna disse...

Passei por aqui sem pedir licença. Respira-se puro lirismo na sua casa. Tudo muito bem cuidado, não há a menor possibilidade de não voltar outras vezes.
Agradeço também o teu olhar nos meus.
beijo,

Van disse...

Ouvi dizer que as flores são o sorriso da terra.
Damas da noite explodindo como granadas devem ser as gargalhadas.

Beijos, Margoh querida