sábado, 30 de novembro de 2013

É o sentido sublime de uma sensação...






já ponderei 
o acaso inexplicável
da coincidência
inalterável.
mas existe um bem que
viola todos os
limites e instiga 
querer ser.
um mecanismo intuitivo qualquer
que apossa num segundo
toda a dimensão que
julgas válida de reconhecer
um certo feeling...
sabes??
claro que sim.
sabes sempre...




7 comentários:

José Carlos Sant Anna disse...

Pô, não sei se elogio a fotografia, a imagem, que ilustra o poema ou a esqueço para centrar-me no poema, Margoh! Ambos são imperdíveis.
Viajas tão levemente nas palavras e dizes tanto, que invejo a tua escrita.
Beijos, Margoh!

✿ chica disse...

Clçaro que sim!!Não há como não saber e/ou sentir! beijos,chica

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá, como sempre acontece gostei de ler, adoro o seu feeling para cada palavra utilizada.
Parabéns pelo dom na escrita.
"Sou mais noite do que dia.
Mais amor do que paixão.
Mais frio do que quente.
Mais fracasso do que esperança.
Mais medo do que coragem.
Mais textos do que rimas.
Mais saudade que coragem
de ir atrás e fazer voltar.
Sou mais nada que tudo.
Mais solidão que presença.
Mais ilusão que percepção.
Sou mais nós do que apenas eu.
Sou mais do que as estrelas.
Sou constelação morta no céu."
Desconheço o autor.
Abraço com Feeling
ag

Ricardo- águialivre disse...

Quando um olhar é puro, o coração estremece. Nem são precisas palavras...

Bom fim de semana
Deixo abraço
*************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Júllio Machado disse...

Eu sei que você sabe que eu sei que você sabe que eu sei que você sabe que eu sei...

B² (:


Ótimos dias!

Bia Hain disse...

Esse, que sabe sempre, é aquele cujo sentimento mora no inexplicável. Um abraço!

Rovênia disse...

Feeling...sei, sim, sei que existe! O problema é que o ignoramos tantas vezes! Adorei a imagem! Diz muito!