domingo, 16 de fevereiro de 2014

em estrofes parabólicas









(..)faço alvoroço nas palavras que escrevo. beijo com os lábios que invento.   existo levemente.  por vezes preciso de guardar personagens para deixar viver outra e dispo as palavras de sílabas como desfolhando pétala a pétala até à branca nudez que adivinhas ...













13 comentários:

✿ chica disse...

Lindo!!Desejo ótima tarde de domingo! bjs,chica

Majoli disse...

Margoh querida...sabe que também faço isso?
Gostoso ler e se sentir dentro das palavras.

Beijos.

Maria disse...

Muito lindo minha amiga...simplesmente adorei o fluir das suas palavras e do seu pensamento!
O meu cantinho está em festa de aniversário com sorteio e novidades, convido-te a passar por lá!!!
Beijinhos
Maria







Cidália Ferreira disse...

Pensamento maravilhoso
Bom Domingo
Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Liza Leal disse...

Revivendo verdades em versos.
Sonhando contigo.


bjo Mar!
=)

Dilmar Gomes disse...

Tudo lindo por aqui!
Um abraço. Tenhas uma linda semana.

Bia Hain disse...

Dei-me conta dessa necessidade de vez por outra vestir outra personagem... ou deixar de lado quem somos. Mas a quem amo, me revelo. Um abraço!

Pedro Coimbra disse...

Beijinhos e votos de boa semana

M. disse...

Que beleza!!!
Beijinhos, bom dia e boa semana!

Canto da Boca disse...

Talvez seja esse o grande segredo da existência: reinventarmo-nos, todos os dias

;))!

Beijo!

José Carlos Sant Anna disse...

[Imaginar:
sem disfarces
faça-se a minha fome
sem outro nome]
beijos, Margoh!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Margoh, minha amiga, que lindo
que está o seu blogue.
E sobre o pensamento, adorei.
Desejo que esteja bem.
Não sei como consegue fazer o
blogue ficar com esta imagem.
Mas fica mtº. bonito e diferente.
Bj.
Irene Alves

Milene Lima disse...

Isso de inventar o que sentir... Sei bem, sei bem.

Você, às vezes, escreve eu.

Beijo, maluquete.