terça-feira, 11 de novembro de 2014

acontece que sou só uma esfinge sem segredo





acredito que qualquer pessoa está capacitada para manifestar sabedoria num momento inspirado. há pessoas que acreditam que o amor não tem saída, que por mais encantador que seja, um dia termina. há lógica neste pensamento, afinal, relações acabam  todos os dias. mas, em caso de amor, não sou partidária da descrença nem do niilismo. se meditarmos muito sobre o “vazio do amor” não nos apaixonamos, nos desiludimos por antecipação.  por isso, sempre busco a luz por trás do que aparentemente for uma situação adversa. a luz é minha competência de superá-la.  se eu aceito uma onda etílica pra exercitar meus sentidos?
_ Só se for com você! 




*(ins)pirado   aqui

6 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Adorei o texto!


Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Simone Lima disse...

Uma esfinge sem segredo... Aí é que você se engana!!
Quem escreve bonito assim, guarda mais segredos do que podemos imaginar!!

Beijoo'o

José Carlos Sant Anna disse...

Inaudita luz
nas ondas etílicas
novas auroras...

dizem
que o amor
não tem fim

se for com você não

Beijos, Margoh!

Arco-Íris de Frida disse...

Tem que se ter esperanças... mas, que o amor acaba... com certeza acaba...

S. disse...

O amor está nos pequenos gestos do dia a dia, o que faz com que alguns não o percebam.

Adorei!

Beijinho.

Benno disse...

o vazio não existe
sempre tem alguma coisa
onde parece nada haver
a natureza tem horror ao vácuo