sexta-feira, 7 de novembro de 2014

mas não sabia mais o que dizer...




desnudou-se num novo jogo em que não era  mais ela (nome e corpo carregado de promessas) mas outro. percebeu que queria que ele a conhecesse melhor. ela queria que ele a entendesse, porque tinha a estranha sensação de que  era o tipo de homem pelo o qual ela poderia se apaixonar, mesmo que não quisesse.  equivocou-se. não houve  entrega, nem desejo de ser tantos [e tão poucos] , numa sucessão infinda de seres múltiplos e únicos,  ausente de destino, como rio que se desloca imóvel, esquecido do que traz ou trouxe.   mas de que adianta saber-se ar se o outro quer fogo? mergulhou, transbordou para o teu fogo e deixou-se ser parte daquilo que o nutriu. os dias seguem. e quando surgirem flores, colhe, colhe o que ainda resta... 








.
´mas nunca se sabe 
no instante presente 
se a realidade é sonho
 ou se o sonho é realidade...´

Milan Kundera in:
A vida está em outro lugar

4 comentários:

✿ chica disse...

Tuas palavras e escolhas nos encantam sempre,Margoh! um bj, lindo fds! chica

Cidália Ferreira disse...

Um texto fabuloso para um final de semana.
Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Simone Lima disse...

Gosto sempre do que encontro aqui *-*

Beijoo'o

M. disse...

Belo e sensualíssimo!
Beijinhos, bom sábado!