segunda-feira, 2 de março de 2015

Entre duas margens



somente no meu caminho,                                                                                                                               
a ponte                                                                                                                                                           
onde somos desejo,
onde fomos prazer,
onde somos silêncio
e gritos sufocados.



o teu olhar que me desenhava
em abraços e beijos
que já não eram meus nem teus.

eram nossos



agora tu e eu somos a ponte,
onde conseguíamos parar o tempo.


e desapareceram as margens.


5 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo,Margoh! Uma semana legal pra ti! bjs,chica

José Carlos Sant Anna disse...

[Pensar neles
pode torná-los divididos
para além
das raízes de fogo...]

José Carlos Sant Anna disse...

[Pensar neles
pode torná-los divididos
para além
das raízes de fogo...]

Rita Sperchi disse...

Verdade amiga quando há amor, as duas pontes sempre ficam juntas eu amei

Bjussss
Rita

Arnaldo Leles disse...

Teu blog merece um prêmio.
Não tem nada mais belo!