domingo, 24 de janeiro de 2016

Alguns infinitos são maiores que outros








é a vontade
de explodir em
fogo de artifício,
a força interior
do pólen masculino
que impele a flor a abrir
e a flor
é o lugar mais
requintado,
lindo e confortável
que o pólen
encontrou para guardar
a sua força interior.
 quando ele precisa voar,
   avisa-a,
  ela pede ajuda
  ao Sol e abre.
    ela agradece
     que ele voe.
      ela assim multiplica-se.
       multiplica-se
        em cuidados para ele.
         e embeleza o mundo!

5 comentários:

Arnaldo Leles disse...

isto foi belíssimo, Margoh!

Antonio Porpetta disse...

Tu blog es inquietantemente hermoso. Enhorabuena.

Bia Hain disse...

Admirar e propiciar o voo ao amado... não há maior generosidade. Abraços!

Rovênia disse...

Aqui o esplendor do talento. Lindo, sempre!

Fábio Murilo disse...

Pura poesia, o momento da flor. Gostei, Margoh. Beijos!