segunda-feira, 22 de agosto de 2016

tudo se desdobra, tudo ramifica


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, céu, nuvem, oceano, atividades ao ar livre e natureza





nas voltas da vida ligeira e bela que se desfaz e refaz em fuligens, abrimos caminhos e curvas, vibramos e ressoamos com dores e alegrias, pintamos almas e notas com sonhos ou sinfonias.   você veio para ficar, disso não tenho dúvidas.   os meus diferentes estados de espírito, a volatilidade dos meus pensamentos e a reciprocidade dos teus, tem provado que não há razão para temer o caminho afinal, já dizia meu pai que "só fogem as coisas atrás das quais não se pode correr", e atrás de ti não há célula do meu corpo nem grama da minha alma que não galope (rs).   tudo o que possa soar clichê me agrada e me faz sorrir.    sussurrar ao teu ouvido qualquer coisa que extrapole a simplicidade de um "grata por me entender" é comprido demais para percorrer a distância que nos separa quando contigo (con)verso.    sentimos, inventamos sentidos entre sonoridade e silêncio a cada volta ou encontro tendo o coração como eixo.....



3 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e o coração como eixo sempre é um bom ponto de partida! bjs, chica

Larissa Santos disse...

Muito bom

Hoje, com uma aula de ginástica: Gostava de receber a sua carinhosa visita.
Bjos

http://deliriosamoresexo.blogspot.pt/

Suzete Brainer disse...

Tudo floresce na poesia da vida e na vida com poesia!...

Aprecio muito a sua poética, num pousar das palavras nuas de
artifícios e libertadoras na simbologia da expressão do sentir.
A imagem tão bela para acompanhar o sentir das palavras poéticas.

beijo.