sexta-feira, 24 de maio de 2013

E sonham azul





(..) olho você naquela névoa baixinha que enfeita os sonhos , que abrem alas ao assombro da madrugada.   carregas contigo toda a vontade do mundo, avança sem medo, vem  na minha direção como a parte final de um filme, em câmara lenta, e deságua um sorriso encantador  no ar quase parado. projeta (de um jeito tão peculiar) para trás o cabelo fora  de moda deixando visível teus olhos claros, enquanto eu vacilo,  entre a circunstância da espectadora e o envolvimento da personagem (embora pareça  tudo tão real) . eu de pé à tua espera, ansiosa, de braços abertos, não sei se triste se contente, porque não me vejo, apenas me percepciono.           ......contrariada acordo.  o dia, entretanto, fazendo-me  olhinhos namoradeiro, enquanto as persianas fechadas rangem com o vento súbito da manhã e se espreguiçam, alheias ao meu desapontamento me convida a  levantar. ....... às vezes, penso eu,  o amor é uma palavra que a gente pode repousar.  que Deus sempre nos envie anjos para guardar a porta.  [esboço um sorriso agradecida por ter sonhado com você no dia do seu aniversário].









Para  Celso
 [para que esteja enfim 
nos braços de um anjo....]

5 comentários:

Milene Lima disse...

Eu não sei quem é o Celso, mas lá dos braços do anjo, onde certamente está, deve sorrido um riso de paz, ao sentir essa tua mensagem.

Lindo, baby.
Beijo!

Rovênia disse...

Amiga, se vc sonhou nesse dia que é especial, ele está sim nos braços de um anjo. Que lindo! Um amor sublime existe e é eterno!

Beijos de paz!

Minha vida de campo disse...

Um poema tocante, esse quase sempre são meus sonhos.
Bjos e tenha um ótimo fim de semana.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Que sorte tem o Celso ao ter uma amor à sua espera, força Celso, não vá devagar como um filme, corra rápido como um carro de formula 1 ao encontro de quem o ama.

ag

JP disse...

Belo poema que nos toca...e sonhos a realizar.

Beijinho