sexta-feira, 19 de julho de 2013

Um esconderijo de episódios

maxinista:

mornings by Janelle Cordova on Flickr.

a  vida pode ser diferente, sem deixar substancialmente de ser a mesma?  era estranha esta sensação de familiaridade por algo que se vive pela primeira vez. estava do teu lado. a felicidade estava ao alcance do  meu coração. havia a calma das noites silenciosas e um inacabado céu que nos seguia.  a penumbra não deixava ver a totalidade do que és ou até onde te estendias. não conseguia adivinhar de que componentes te constituías. eras amparo e interrogação. o retorno foi silencioso, o carro seguia em meio a luzes artificiais que pontilhavam a nossa direção.   os meus olhos acompanhavam a massa indistinta e esbranquiçada no teto natural... saudade é esta "incompletude"?.  prenúncio de chuva ...









´no entanto, 
o intemporal em vós 
sabe
 da intemporalidade 
da vida.
 e sabe que ontem 
é apenas 
a memória 
de hoje
 e o amanhã é o 
sonho de hoje´
Khalil Gibran

11 comentários:

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Margoh.. a vida é diferente todo dia só depende de nós.. afinal quando vamos dormir temos a pequena morte e de manha renascemos para o novo dia.. ou levamos a mesma vida que morreu ontem ou moldamos algo novo.. gostei de ler.. bjs e um lindo dia

รяª Nathalia disse...

Deixar substancia de si mesma. É perder uma identidade de si.
Vivemos com aquela " sensação de familiaridade por algo que se vive pela primeira vez".

Lindo
escrito.

Eva disse...

amiga talentosa e querida,adoro tuas reflexões e a construção de sentimentos que emergem quando leio o que escreves. Inteligente demais parabens, obrigada pelo carinho, flor, tenho orgulho de ser tua amiga.

Maria disse...

E a vida não tem tempo...o amanhã apenas é o sonho de hoje e hoje desilusão ou concretização dos sonhos de ontem!
Privilégio passar por aqui!
Bjs
Maria

Rovênia disse...

Que eu seja e todos sejamos o amparo e a interrogação de alguém. É segurança e a certeza de seguirmos juntos, de inspirarmo-nos mutuamente.

Bom findi para vc também! :)

Néia Lambert disse...

Foi bom passar por aqui, o texto postado é digno de ser lido muitas vezes.

Beijos

Bia Hain disse...

Penso que a essência continua sempre a mesma...mas é necessário reinventar a rotina todo dia. Música linda! Um abraço!

Ronilda David Loubah Sofia disse...

Arrepio-me...Sempre que leio-te as escritas do coração,pela identificação dos sentidos e da percepção.

Tão melancolico porem tão belo...

Bom vir cá, bom sentir essa suavidade que compartilhas connosco.

Boa noite Querida, tenha um sábado feliz.

Cidália Ferreira disse...

Olá, boa noite
Gostei do texto,parabéns

Beijo, bom fim de semana

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

✿ chica disse...

Verdade, profundidade aliada à beleza! bjs praianos,chica

Ricardo- águialivre disse...

Bom dia

Gostei muito de ler

Tenha um Sábado muito feliz

Deixo um abraço