sábado, 24 de agosto de 2013

O verso sofisticado



saber não basta, carece
corromper, comprometer
e ameaçar o que existe...




tão
alta
a
torre
até
seu
tombo
virou
lenda


* * *


vão é tudo
que não for prazer
repartido prazer
entre parceiros

vãs
todas as coisas que vão


* * *


aqui jaz um grande poeta.
nada deixou escrito.
este silêncio, acredito,
são suas obras completas







com seus textos híbridos, 
personalíssimos, 
seus haikais e trocadilhos geniais
hoje de onde estiver : 
Feliz dia Teu

[Curitiba, 24 de agosto de 1944
 — 7 de junho de 1989]


vida que me venta 
sina que me brisa 
só te inventa 
quem te precisa.

0brigada!


[mais aqui]

7 comentários:

✿ chica disse...

Linda homenagem!Adorei! beijos,tudo de bom,chica

Vivi disse...

Faço minhas as palavras da Chica!
Obrigada minha querida por cada palavrinha cheia de fé e esperança.
Beijinhos e um abraço apertadinho

Yasmine Lemos disse...

Genial , espirito elevado.Amo demais .bela homenagem Margoh
e obrigada pelo carinho
beijo

Dorli disse...

Oi amiga,
Adorei sua homenagem ao grande poeta
Bom final de semana
Beijos
Lua Singular

Maria disse...

Ótimo fim de semana...gostei muito da homenagem!
Bjs
Maria

Elisa T. Campos disse...

Que linda homenagem a Leminsk, Margoh.

Um lindo domingo.
Bjs.

Rovênia disse...

Pra quê tanto porquês? Genial Leminski! Mania de querermos achar explicação para tudo! Até porquê para a poesia. :)