domingo, 15 de dezembro de 2013

Quarto Crescente








dizem que o tempo é o nosso pior inimigo.

Não sei.

às vezes, é um bom conselheiro.


quando se dissipa o nevoeiro,  alguma coisa dourada fica, não é?














Tempo sem amor
e sem demora
Que de mim me despe
pelos caminhos fora.

Tempo- Livro sexto 
Sophia de Mello Breyner Andersen




9 comentários:

Daniel Andre disse...

O amor e as lembranças ficam. O resto tudo se perde como um nevoeiro.

Parabéns!
Do amigo,
Dan.
http://gagopoetico.blogspot.com.br/

JP disse...

O tempo é sempre bom conselheiro. Para limpar o nevoeiro ou fechar as chagas...

Beijo

Benno disse...

eu estava de férias e me afastei
mas vou voltar
beijo

Rovênia disse...

Que saudades daqui! Sigamos a luz, o dia que segue!
Bom restinho de domingo!

M. disse...

É muito bom ter tempo, e todos o temos, mas é melhor saber e poder aproveitá-lo bem!

✿ chica disse...

Lindo,Margoh! vim deixar um beijo,chica

Maria do Sol disse...

Venho desejar festas felizes e deixar um poema, como se fosse um presente:

NATAL

Natal... Na província neva.
Nos lares aconchegados,
Um sentimento conserva
Os sentimentos passados.

Coração oposta ao mundo,
Como a família é verdade!
Meu pensamento é profundo,
‘stou só e sonho saudade.

E como é branca de graça
A paisagem que não sei,
Vista de trás da vidraça
Do lar que nunca terei!

(Fernando Pessoa )

Cidália Ferreira disse...

Gostei de ler!

Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

UIFPW08 disse...

mE GUSTA...
Morris