sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

enquanto eu fecho os olhos







conduzes devagar, 
   como eu gosto 
    quando tiro 
       o relógio.



                            eu sussurro muito, 
                               como tu gostas 
                                  quando usas os
                                     teus silêncios.






12 comentários:

Maria disse...

Subtil...lindoooo!!!

Querida amiga tenho no meu blogue a correr um desafio em que muito gostava que participasses...será possível?
Beijinhos
Maria

Arco-Íris de Frida disse...

E é assim que deve ser... como gostamos...

UIFPW08 disse...

..me gusta..
Morris

✿ chica disse...

Momentos bem vividos esses! bjs praianos,chica

José Carlos Sant Anna disse...

[Como deve ser: apenas sorver
a água mais funda do teu ser]
Beijos, Margoh!

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
Os silêncios também incomodam, é incrível como o seu silêncio me incomoda.
Abraço
ag

Liza Leal disse...

Ulalá!
Intenso volante.

=)
bjo Margoh

Pérola disse...

Duma ou doutra forma será sempre uma viagem deveras surpreendente, não?

Beijinhos

Pérola disse...

Duma ou doutra forma será sempre uma viagem deveras surpreendente, não?

Beijinhos

Benno disse...

ao silêncio profundo se contrabalança o gesto. acho que é por isso que, apesar de tão calado, sou prolixo e às vezes acho que falo demais. Beijo

รяª Nathalia disse...

D.e.l.i.c.i.a!

Rovênia disse...

A natureza do amor...o momento de felicidade! Parando por aqui... :)