sábado, 11 de janeiro de 2014

Talvez me falte envergadura...





o amor é como o trigo
a alguns já lhes chega em pão


 no momento antigo
o amor foi sol vento e chão

 mas...
quando o corpo deseja e é desejado
 a coisa mental desvanece-se
sem pão de vento
sem estrutura óssea de soneto

8 comentários:

Anônimo disse...

SOU DO BLOG FOLHAS DE OUTONO !
Saudadesssssssssssssssssssssssssss
Sendo final de semana, resolvi vim aqui para ler tuas lindas e sinceras mensagens, da qual é sempre uma forma de aprendizado.
Ainda tentando conseguir de volta o que foi perdido, por isso estou no anônimo.
Desejo um lindo final de semana!
Severa Cabral (escritora)

José Carlos Sant Anna disse...

Há sempre um olhar carregado de ternura e sensibilidade por aqui.Por isso, voltamos sempre...
Beijos, Margoh!

JP disse...

Sempre umas palavras bonitas...hoje um tema musical que gosto.

Bom fds
Beijo

Cidália Ferreira disse...

Pois.... Gostei!


Beijo, bom fim de semana

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Rovênia disse...

De tantas delicadezas que já vi por aqui, esta certamente está no topo! Bom finde semana! :)

Rita disse...

Um bom final de semana!!

Nesse começo de ano quero desejar muita paz
saúde e sucesso nesse espaço tão bonito onde
encontrei uma amizade perfeita.
Parabéns sempre, e que td por aqui continue assim
Cheio de encantos

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Bia Hain disse...

Margoh, se para alguns o trigo já chega em pão, eu tenho a sensação de que sempre preciso plantá-lo.
O amor esvanece qualquer tentativa de dominação da razão. E no final, que bom que é assim.
Um abraço!

Jeanne Geyer disse...

Hoje só passando pra divulgar o blog: http://umanjotriste.blogspot.com.br/
depois com calma volto pra te ler e comentar.