sábado, 26 de abril de 2014

Das formas perfeitas



Ânsia voraz
de me fazer
em muitos
Fome angustiosa
da fusão de tudo
Sede da volta final
Da grande experiência
Uma só alma
Em um só corpo
Uma só alma-corpo
Um só
Um

Como quem
fecha numa gota
o oceano
Afogado
no fundo de
si mesmo

(do livro Magma de Guimarães Rosa)




[ e a certeza de uma 
outra margem
permeiam os pensamentos]





6 comentários:

✿ chica disse...

Sempre intensidade aqui.Lindo! bjs, ótimo domingo,chica

Dilmar Gomes disse...

Amiga Margoh, o autor do Grande Sertão Veredas foi um gênio literário.
Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Margoh

Belissimo,gostei :-)

Tem um Domingo muito feliz
Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Dorli disse...

Olá Margoh

Sempre maravilhoso o seu blog com esses escritos poéticos lindos
Parabéns
Beijos
Lua Singular

Cristina Cebola disse...

Olá Margoh!

Que bela escolha...sublime e intenso poema...

beijinho meu e boa semana...:)

lis disse...

Versos finais,muito bom
'como quem fecha numa gota/o oceano
afogado /no fundo de /si mesmo'
digno de um Guimarães Rosa e da doce margoh
levo comigo
rs
e deixo abraços