quarta-feira, 16 de abril de 2014

De uma vindoura hora










para todo lado tem saídas, 
tem entradas, tem desvios
sopre meus olhos
para que saiam as nuvens,
sopre meus olhos
para que eu veja mais claro
[deixei alguns sorrisos por aí espalhados
 mudei de céus e nada mudou]
vem ser inteiro
na metade que sabes ser.











8 comentários:

Rita Sperchi disse...

Olá td bem, vim te visitar, elogiar seu poema tão bonito, palavras lindas gostei
Deixo um abraço com carinho
Bjussss
Rita!!!

Pérola disse...

Desta vez a fasquia ficou tão alta...quase não chego.

Que construção linda, hein?

Amei!

beijinhos

Ricardo- águialivre disse...

Sempre super intelectual. Poema cheio de ideais que porventura ficam somente nas perguntas do desvario do pensamento. Gostei muito de ler.

Deixo abraço e votos de Feliz Páscoa
*****************************************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Nádia Santos disse...

"Vem ser inteiro na metade que saber ser..." Amiga, simplesmente maravilhosa essa frase, fiquei até arrepiada. Amei o visual do blog, bem eu. Um bj querida.

Cidália Ferreira disse...

Simplesmente divinal.

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Arco-Íris de Frida disse...

Tantas saidas, entradas, desvios... e continuamos perdidos...

Natália disse...

Lindo!
Procure bem nessas entradas ou saidas que os sorrisos estão lá.
Beijos

Pedro Coimbra disse...

Votos de uma Santa Páscoa para si e família!