sábado, 14 de junho de 2014

no fim da tarde




nas voltas que o mundo me dá
me giro assim devagar
ora sou toda tempo
noutra espaçamento
ninguém vê o que deliro
irei quando o sol tocar-me o rosto e
ventar um vento bom de
amanhecer dia



4 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e deu pra sentir o ventinho e respingos! beijos,chica

Jorge disse...

Um amanhecer em que as migalhas de sol, trazidas pelo vento bom, acariciam o nosso rosto.
Ventos bons...
J

Pedro Coimbra disse...

Que a semana lhe traga bons ventos.
Boa semana!

Arco-Íris de Frida disse...

Quando o vento sopra... a vida acontece...