quarta-feira, 27 de agosto de 2014

meu fraco é café forte



Costumam dizer que sou calma demais
(não sei se sou).
Falam que sou risonha
(é que o sorriso encurta
o caminho para chegar
até alguém)

Que sou aérea, lerda (do tipo que o ônibus é assaltado e nem percebo,
que quase é atropelada na Paulista e nem fica nervosa. essas
coisas.rs)

Dizem que falo baixo demais
(só não falei que isso é apenas um
detalhe… ;),
tem pessoas que eu quero que cheguem mais perto).

Dizem que acredito em todo mundo
(nem sempre,
é que sempre espero o
momento certo)

Até me falaram que sou do tipo perfeitinha
( deixa estar… acho que
ainda não viram meu guarda-roupa!! rs)



Tento encarar mais alegremente  minhas amarguras e adoçar as renuncias que vez por outra preciso fazer.Se desejo seguir, preciso confiar que os passos que me guiam,estão me levando para onde quero estar. É  necessário  aceitar o que pode ser perdido, não cabe o meu apego.A visão dos detalhes dependeapenas da minha disposição  para enxerga-los.  Apenas a mim cada ler meu roteiro e alterar meus traços com régua e letra!

Começo a suspeitar que nos
 corredores da alma tem mais
colheita que eu supunha  =)


*andei passeando pelo orkut
antes que feche de vez!

3 comentários:

Pedro Coimbra disse...

O prazer de um Nespresso após o almoço, Margoh
Imprescindível!

Ricardo- águialivre disse...

Bom dia

Penso que se pode confiar - ainda pode - em algo ou algumas pessoas. Não muitas é verdade

Texto profundo, intelectual, que li e reli.

Adorei as imagens de fundo.

Deixo cumprimentos
*******************************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/


Pérola disse...

Não acredites em tudo que te dizem.

Confia em ti e atreve-te.

beijinhos