sexta-feira, 24 de outubro de 2014

nos desertos - íntimos, insuspeitos -






um ruído surdo, confuso.  imperceptível
durante o dia,
enche toda a
 penumbra noturna
viam-se
com as pontas dos dedos
com o eco das vozes









7 comentários:

✿ chica disse...

Belíssimo,Margoh! Que teu fds seja bem legal! bjs, chica

Simone Lima disse...

A penumbra noturna é cheia dos segredos e do barulho do palpitar do coração...

Beijoo'o

Cidália Ferreira disse...

Olá Margoh
Profundo!

Bom fim de semana

beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ricardo- águialivre disse...

Imaginando ou sonhando?

Deixo cumprimentos

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

UIFPW08 disse...

Fantastic shot.
Matgot
Complimenti
Maurizio

Van disse...

Oi Margoh

As pontas dos dedos fazem-me ver tanto quanto os olhos fazem.

Beijos

Arco-Íris de Frida disse...

Mais do que ver, os dedos falam...

Beijos...