terça-feira, 4 de novembro de 2014

Tens pressa de viver?


basta de contagem (de)crescente e  palavras ansiosa. por hora vou me dedicar às coisas que fazemos sozinhos, aquelas que pedem quietude e delicadeza. nada muito grandioso, apesar o pulsar dos pequenos gestos que não exigem esforço, não alteram minha respiração nem meus batimentos cardíacos...enjoei dos riscos, das perguntas sem respostas, das incertezas que dependem de um sim, da afirmação que abre espaços inseguros, porque na hora H as ondas se movem e a vida não cabe na garrafa. a vida é um licor que transborda. hoje parei as horas de angustia. quero mais
calma na alma.




10 comentários:

✿ chica disse...

Melhor mesmo aproveitar bem os momentos, sem pressa! Lindo! bjs,chica

Cidália Ferreira disse...

Gostei de ler :-)

Beijinho e um dia feliz
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Lu Dantas disse...

Às vezes, também preciso de um pouco de calma na alma para não me perder na estrada que escolhi.

Gosto daqui.

Bjs

www.lucadantas.blogspot.com.br

Arnaldo Leles disse...

sabia afirmação!

Mateus disse...

Porque de vez em quando é preciso se sentir seguro, desacelerar e acalmar.

Obrigado pelas visitas e pelo carinho. Estive ausente do meu catinho e também dos catinhos como esse que gosto e costumo visitar. Aos poucos estou voltando. Beijo grande!

Milene Lima disse...

Pois, se fiquei tanto tempo parada na estrada, sem passo algum que desse pra fazer esse "algo por mim"... Agora é a hora.

Um beijo, pensadora!

Benno disse...

é pelas pequenas coisas que se fazem as grandes
basta seguir o caminho e tudo chegará no devido momento

A primeira estrela disse...

Me lembrou uma música do Moska "deixe que a alma, tenha a mesma idade que a idade do céu...". Deixa o coração descansar. A alma também!

:)

Pedro Coimbra disse...

Esse era o lema do James Dean - live fast, die young and have a beautiful corps

Simone Lima disse...

Isso, calma na alma!!!
Gostei da mudança no blog, ficou ótimo ;))

Beijoo'o