sexta-feira, 8 de abril de 2016

fora de compasso


















nem sempre somos o que queremos ser.
 um dia, pássaros.
um dia, papel amassado no chão.


 [somos as dobraduras da vida]





3 comentários:

Carmem Grinheiro disse...

Boa tarde. Margoh.
Excelente definição de nós: "dobraduras da vida".
Se sigo esse pensamento, já nem sei dizer em quantas dobras vou...

um bj amg

Dilmar Gomes disse...

Cara amiga Margoh, gostei da imagem, e fiquei pensando
Se os gatos voassem
sobre as árvores
e os pássaros corressem
aqui por baixo
será que nós,
distraídos com
nossos celulares,
perceberíamos a troca?

Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Rovênia disse...

E nessas dobraduras, nos aperfeiçoamos.
[Saudades e tudo lindo por aqui]

Beijos