quinta-feira, 30 de maio de 2013

Se abrimos as mãos, o universo inteiro cabe nelas.






”Quando você vê o que ultrapassou, tem a impressão de que seguiu um enredo já escrito. Entretanto, no momento da ação, parece que está perdido em uma tempestade: uma surpresa atrás da outra, e muitas vezes sem tempo para respirar − sendo obrigado a tomar decisões o tempo todo. Só mais tarde irá compreender que cada surpresa, cada decisão, fazia sentido.”

Joseph Campbell, em “A arte de viver”.















[quando a fé brota ,
ela dá à luz
a esperança ]




9 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

Húmmmmmmmmmmm
Realmente !!!!
A fé é luz que acende...
bjs

Pedro Coimbra disse...

Fez-me lembrar uma música dos Barclay James Harvest - Child of the Universe
BFDS!!

Mateus Medina disse...

É bom quando assim é. Quando faz sentido depois de tudo...

bjos

UIFPW08 disse...

I sogni..non finioscono mai
bom fin de semana Margot
Morris

Rovênia disse...

E é tão bom porque, no fim, dá tudo certo. Como se aquela decisão tomada fosse mesma a que tínhamos de escolher. A vida se ajeita nas nossas decisões e tudo se pacifica novamente. E essa música é linda. Um raio de sol que acolhemos com as palmas das nossas mãos já é o bastante de universo! Beijos, amiga, e ótimo fim de semana! :)

Marcia Morais disse...

Gostei muito !!Beijos

lis disse...

Aprendi que 'todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus' e nós o amamos então é fácil aceitar as surpresas,boas ou más,

_ eu sou distraida e não vi os gatinhos andando por aqui , uma graça margoh - e eles que não chegam por ´cá... rs
beijos

Milene Lima disse...

Faz sentido...mas eu queria ter momentos de não carecer decidir nada, nadinha.

Gostei de muito desse fundão meio Botafogo,em preto e branco. Tá, eu sei que Corínthians também é, mas eu citei o alvinegro mais lindo... hehe.

Beijo, menina!

Dorli disse...

Oi Querida
Lindo pensamento e verdadeiro.
Agradecendo a visita
Um beijo
Lua Singular