quarta-feira, 17 de julho de 2013

Bem-te-vi






a delicadeza  é um átimo, como a poesia. um flagrante, um momento, um click como a fotografia, que se revela num instante desdobrável. mas o instante passa e cabe a quem o vive a glória de ter chegado à felicidade. entre a realidade e o sonho.   depois é só a realidade. com suas cores uniformes, firmes, corretas. sem o delírio livre da beleza em estado puro, que provamos em pequenos cálices, em momentos únicos da vida [sim, deparei-me com o encantamento] alguns matizes, algumas nuances são bonitas como o poente, mas, como sempre, não duram mais que a fração do tempo...











13 comentários:

Ricardo- águialivre disse...

Boa tarde

Mais um texto maravilhoso

Concordo na integra com a sua essência traduzida numa mensagem verdadeira

Fique feliz
*******************
Visitem-me

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Dilmar Gomes disse...

Belo momento poético, amiga Margoh!
Um abraço. Tenhas um lindo dia.

Rovênia disse...

Mas sabe o que alenta? Essas frações de encanto voltam. Inesperadamente ou quando damos uma luz ao nosso próprio olhar. E a memória fica pra sempre guardada.

"Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória". José Saramago

Cidália Ferreira disse...

Olá,
Gostei muito do que li..
Vou seguir,beijinho

Visite-me:http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

✿ chica disse...

Lindo e temos que estar sempre atentos, assim as vemos e guardamos! bjs praianos(adorei teu comentário,rs) chica

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
como sempre o é, a sua poesia é excelente, criativa e romântica.

Musica belíssima.

Abraço

ag

Milene Lima disse...

São os momentos de descuido, feito a felicidade tropeçada do Guimarães?

Beijos, moça.

Ivani disse...

vim aqui agradecer tão carinhosa visita, deparo-me com uma poeta!
e das boas...
beijos e obrigada.

Dorli disse...

Oi poetisa,
A vida em si é talhada de momentos únicos, numa fração de segundo a alegria some para dar lugar a tristeza. Temos que aproveitar todos os momentos felizes para mais tarde relembrar com alegria os momentos bons que se esvaíram no tempo.
Obrigada pela visita: ainda bem que meu blog é popular e posso brincar com vocês, sou assim, uma palhaça em potencial. Aqui na minha cidade todos gostam de conversar comigo e como adoro tagarelar...já viu...
Beijos
Lua Singular

Jorge Leandro Carneiro disse...

Que a poesia seja a vida.

VERINHA TIBURSKI disse...

Duram o tempo necessário para nos encantar. Lindo escrito, belas palavras.
Obrigada pelo carinho da visita. Beijos.

Pedro Coimbra disse...

Muito complicado comentar no seu blogue hoje, Margoh :(

Anônimo disse...

o que é bom, gostoso de verdade a gente não consegue ficar, então não consigo vir aqui todos os dias. seu blog esfrega a minha alma, me consome, me some.