quarta-feira, 23 de julho de 2014

não importa o que aconteça




e passa o vento
entre os dedos
do desejo

acomodam-se mãos
penduradas
no vazio do destino

tudo passa, nada tenta



3 comentários:

lis disse...

palavras são andorinhas voando ...
e tu sabes compô-las ,
serei sempre sua discípula.
beijos de volta ...

Crista disse...

Pensou que nunca mais voltaria,não é?
Massssssss...VOLTEI para tua felicidade...ksksksksksks...
Tentarei estar mais presente,está bem???
Beijão...

Carmem Grinheiro disse...

Bom dia Margoh,
O vento leva tudo.
Tudo passa, queiramos admitir ou não.
Nós mesmos havemos de ir com o vento, e o que restará depois?
Mas persistamos tentando, para que não passe tudo. Isso nos fará viver.
Bjo amigo