terça-feira, 7 de junho de 2016

A metonímia






 com um toque na nota certa, todas as cordas vibram sonora com as mesmas digitais. sufoco as marcas do tempo me tatuando (por dentro). falo o que os lábios calam quando teu verbo discorre sob  meu vestido...pesponto teu corpo tecido em mim.








4 comentários:

José Carlos Sant Anna disse...

No teu corpo brando venho à tona, arfante, enredado nos teus pespontos.

Beijos, Margoh!

José Carlos Sant Anna disse...

Pesponte até o sol encontrar tua sombra no meu caminho...
Beijos,

Nuno Filipe disse...

Adorei conhecer seu blogue. Cálido e romântico
.
Deixo cumprimentos

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

As cordas vibram como todas as cordas.
Cordas sonoras e certas. Afinadas.
E tuas palavras perspontam da vida, as bordas...
E teu corpo é tecido, costurado. Como o das fadas!